Conecte-se conosco

Inscrever-se

Jundiaí

Serra do Japi recebe ações de preservação, monitoramento e sensibilização

Projeto Olhos da Serra envolve o poder público, privado e comunidade, com o objetivo de equilibrar o manejo ambiental do local e dar maior segurança hídrica

A Serra do Japi possui uma riqueza de fauna e flora do mesmo tamanho que sua importância para a cultura e turismo local, como também, para a disponibilidade hídrica regional, com suas diversas nascentes e riachos, o que justifica a origem de seu nome, que em tupi-guarani significa nascente de rio. Porém, a região vem sofrendo impactos pelo turismo rural sem regulação, somado a pressão da silvicultura com reflexos ao manejo incorreto do solo e aumento de incêndios florestais.

Diante da importância dessa área para o meio ambiente e a segurança hídrica da bacia, entes do poder público, setor privado e organizações da sociedade civil se uniram para a execução, durante o ano de 2022, do Projeto Olhos da Serra que tem o objetivo de conservar 2.071 hectares da Serra do Japi, com ações de mapeamento de satélite, monitoramento por câmeras e placas de sensibilização e conscientização, espalhadas por pontos estratégicos da região.

O projeto está sendo conduzido pelo Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Consórcio PCJ) e a Associação dos Amigos dos Bairros de Santa Clara, Vargem Grande, Caguassu e Paiol Velho (SAB Santa Clara), com o patrocínio da Coca-Cola Foundation. Também apoiam a iniciativa a Prefeitura de Jundiaí, a Coca-Cola Femsa Brasil, a Coca-Cola Brasil, a Fundação Serra do Japi, a Guarda Municipal, a Dae Jundiaí e a Global Environment & Technology Foundation.  A assinatura do contrato de patrocínio e inicio do planejamento das ações de intervenção aconteceu no dia 23 de novembro do ano passado.

A primeira reunião de discussão do calendário de atividades, com a presença de todos os parceiros, aconteceu no último dia primeiro de fevereiro, em encontro virtual, com a presença do prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, no qual foi apresentado o projeto completo e todas as atividades previstas, com os possíveis desdobramentos da iniciativa para a cidade e toda a Bacia do Rio Jundiaí.

Pelo planejamento exposto, a primeira atividade de interlocução com a comunidade, acontecerá no dia 9 de fevereiro, com o encontro com proprietários rurais sobre o tema Pagamentos por Serviços Ambientais. Está previsto a realização de um grande evento de sensibilização de líderes comunitários para auxiliar na monitoria do projeto, no dia 22 de março, data em que se comemora o Dia Mundial da Água, ocasião essa, em que se pretende fazer o lançamento oficial do projeto à população.

A execução do projeto ficará a cargo da SAB Santa Clara, entidade referência na gestão ambiental da área e com histórico de luta pela conservação da Serra do Japi. Durante a reunião de trabalho com todos os parceiros, a presidente da Associação, Hanah Traldi, enalteceu a busca de anos por parcerias que permitissem recursos para a realização de ações de preservação na Serra do Japi. “Esse projeto torna realidade algo que sonhamos por muito tempo. É uma possibilidade única que, também, nos abre as portas a parceiros e entidades de renome”, atentou ela.

O prefeito de Jundiaí apontou a importância da junção de forças do setor público, privado e comunidade na conservação ambiental e destacou o trabalho do Consórcio PCJ em propiciar esse debate com diferentes atores e esferas da sociedade. “Nós temos esse comprometimento com o desenvolvimento sustentável e com as futuras gerações, através da preservação ambiental. Um ponto muito importante é quando a política pública tem capacidade de gerar um legado e o Consórcio é um legado de preservação e recuperação dos nossos mananciais para a população”, expôs Luiz Fernando Machado.

O prefeito ainda atentou sobre a importância de envolver no projeto as outras três cidades que também possuem território na Serra do Japi (Cabreúva, Pirapora do Bom Jesus e Cajamar). Ele se colocou à disposição para fazer a interlocução com os outros prefeitos e, assim, ampliar a abrangência do “Projeto Olhos da Serra”, além de colocar a prefeitura de Jundiaí a disposição para auxiliar na execução das atividades previstas pela iniciativa.

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias mais vistas

Prédio do novo Fórum da Comarca de Itupeva é inaugurado

Itupeva

TCE julga irregular repasse de R$ 98 milhões para o HSV em 2015

Jundiaí

Carnaval 2022: Veja o que abre e fecha em Campo Limpo Paulista

Campo Limpo Paulista

Cultura lança o programa Pé de Ouvido

Jundiaí

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Jundiaí Notícias é marca registrada. Região Metropolitana de Jundiaí abrange Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira e Várzea Paulista.

Conectar
Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades