Conecte-se conosco

Inscrever-se

Jundiaí

Jundiaí supera índices de imunização de metrópoles e reduz mortes por Covid

De acordo com dados da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, nas últimas três semanas Jundiaí registra queda no número de casos positivos para Covid

Nos últimos 60 dias, dos 22 óbitos ocorridos pela Covid em residentes de Jundiaí, 86% não possuíam a vacinação completa contra a doença. De acordo com dados do Governo do Estado de São Paulo, Jundiaí contabiliza 761,2 mil doses de vacinas aplicadas entre a população desde o início da vacinação, ainda em janeiro. Em cobertura percentual, supera as cidades de São Paulo e Campinas na imunização de adolescentes. O resultado da vacinação influi positivamente nos indicadores da cidade.

De acordo com dados da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde, nas últimas três semanas Jundiaí registra queda no número de casos positivos para Covid, passando de 251 casos entre 8 a 14 de novembro para 154 entre 22 a 28 de novembro. Em internações no Hospital São Vicente de Paulo, há queda no mesmo período, baixando de 15 para 10 pessoas/dia. Em índice de óbitos, Jundiaí registra média móvel de óbito dos últimos sete dias em 0,5 óbito.

Entre 26 de setembro a 26 de novembro, de acordo com dados da Vigilância Epidemiológica de Jundiaí, 22 pessoas moradoras na cidade morreram em decorrência da doença. Dessas, 19 não registravam a vacinação completa contra a doença, ou seja, 86% das pessoas não estavam com o esquema de imunização indicado pelos fabricantes das vacinas completo.

Jundiaí contabiliza de acordo com dados do sistema VaciVida do Governo do Estado, até o dia 27 de novembro, 94,6% dos adolescentes vacinados com a primeira aplicação e 63,5% com a vacinação completa em duas doses. Jundiaí ainda contabiliza 94% da população adulta já vacinada com duas ou dose única.

Os números são superiores aos registrados em metrópoles como Campinas e São Paulo. Em Campinas, de acordo com dados disponibilizados pelo site da prefeitura daquela cidade, até o dia 29 de novembro, a cobertura vacinal de primeira dose dos adolescentes entre 12 e 14 anos é de 65,5%. Entre as pessoas de 15 a 17 anos, a cobertura é de 67,7%. Já em São Paulo, de acordo com dados do boletim ‘Vacinômetro’ de 30 de novembro, entre os adolescentes, a cobertura em primeira aplicação foi de 107%, já a segunda aplicação é de 59,7%.

Outro dado essencial que a população precisa se atentar, além da mortalidade entre aqueles que não possuem o esquema completo de imunização contra a Covid, é a internação. “No ano passado, antes da vacinação, os idosos eram os que mais ocupavam leitos dos hospitais pela doença, com a proporção de 60% contra 30% dos abaixo de 59 anos. A partir da vacinação houve a inversão, que é mantida até a última semana de novembro, com 64% das internações de pessoas com menos de 59 anos e 36% das pessoas com mais de 60 anos”, ressalta o gestor da UGPS, Tiago Texera.

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias mais vistas

Prédio do novo Fórum da Comarca de Itupeva é inaugurado

Itupeva

TCE julga irregular repasse de R$ 98 milhões para o HSV em 2015

Jundiaí

Carnaval 2022: Veja o que abre e fecha em Campo Limpo Paulista

Campo Limpo Paulista

Cultura lança o programa Pé de Ouvido

Jundiaí

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Jundiaí Notícias é marca registrada. Região Metropolitana de Jundiaí abrange Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira e Várzea Paulista.

Conectar
Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades