Conecte-se conosco

Inscrever-se

Várzea Paulista

Professora vence concurso de educação inovadora do Instituto CCR

Katiane Barros, da escola João Nalini, venceu a categoria de fomento ao protagonismo dos alunos; Patrícia Pasqualini, da escola Juvelita Pereira, também se destacou

A história de um aluno que precisava andar longas distâncias e ajudar a família a reciclar materiais inspirou a professora Katiane Barros de Oliveira, do Cemeb (Centro Municipal de Educação Básica)  João Baptista Nalini, do Jardim Buriti, a montar com seus alunos o projeto Catadores da Terra. A iniciativa, que envolveu todas as turmas, profissionais da escola e até mesmo moradores locais, conquistou o primeiro lugar na categoria “Fomento ao Protagonismo do Aluno”, no Concurso Cultural de Práticas Inovadoras na Educação, do Instituto CCR.

Katiane levava os recados à casa de Daniel Ribeiro, em um período de aulas a distância, pois ele não possuía celular, e via o menino ajudando a avó separar materiais recicláveis. Sensibilizada pela experiência, a servidora resolveu levar a questão para a sala de aula.

Após o debate com os alunos, foi observada a realidade no entorno da escola, com a presença de vários outros catadores, e a turma decidiu aplicar o projeto, transformando a unidade escolar em um ecoponto, para receber e destinar os resíduos aos catadores. Assim, esses trabalhadores teriam a vida um pouco facilitada, com o material já separado e sem precisar andar bastante para coletá-los.

O que, inicialmente, seria uma espécie de oficina da turma de Daniel se expandiu para toda a escola e envolveu a diretora Quivânia Barros, toda a equipe escolar, os outros professores e demais funcionários e, principalmente, a comunidade local. Um trabalho coletivo sólido e destacado pela docente.

Diversas atividades foram pensadas pelos próprios alunos, muitas delas de forma remota, por conta da pandemia, algo alinhado à própria proposta da categoria do concurso: fomentar a autonomia dos estudantes. Houve muita observação da realidade dos catadores locais, principais responsáveis por fazer do Brasil um campeão de reciclagem, profissionais com um trabalho bem duro e mal remunerado. Os alunos puderam aprender muito, graças a ações como gincanas e vídeos com entrevistas, sempre seguidas por momentos de reflexão sobre a realidade dos catadores. Houve um claro ganho educacional e de consciência social.

Segundo a docente, existe a ideia de tentar expandir a iniciativa para as outras unidades escolares da Rede Municipal de Ensino e o projeto está inscrito em outros concursos. “A gente descobriu que a quantidade de catadores é imensa e nos arredores da escola há muitas pessoas que precisam da reciclagem para sobreviver. E, com a pandemia, isso se agravou muito”, explica Katiane. A escola recebeu um banner, um troféu e um projetor de vídeo (datashow), e a professora ganhou um notebook.

A professora Patrícia Pasqualini, do Cemeb Juvelita Pereira da Silva, da Vila Real, ficou em 8º lugar na outra categoria do concurso — “Desenvolvimento de Competências Socioemocionais”. Ela sempre gostou muito dos projetos da CCR, que envolviam teatro, paródias e outras atividades. Este ano, a ideia foi expandida para a cidadania e a docente se encantou, pois tem como objetivo transformar os alunos em cidadãos críticos e participativos.

Várzea Paulista, com o cumprimento dos requisitos, dos quais o principal era que ao menos 80% dos professores inscritos no concurso concluíssem o curso necessário, ficou entre as dez cidades de excelente desempenho, segundo o Instituto CCR. O concurso não estabeleceu classificação exata entre essas cidades, que se destacaram em meio aos 88 municípios participantes.

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias mais vistas

Prédio do novo Fórum da Comarca de Itupeva é inaugurado

Itupeva

TCE julga irregular repasse de R$ 98 milhões para o HSV em 2015

Jundiaí

Carnaval 2022: Veja o que abre e fecha em Campo Limpo Paulista

Campo Limpo Paulista

Cultura lança o programa Pé de Ouvido

Jundiaí

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Jundiaí Notícias é marca registrada. Região Metropolitana de Jundiaí abrange Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira e Várzea Paulista.

Conectar
Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades