Conecte-se conosco

Inscrever-se

Jundiaí

Pais são apresentados às PANC pelos filhos alunos da rede de ensino

Na casa da aluna Sophia Ayumi Guimarães Higashi, 4 anos, a alimentação saudável é um hábito estimulado pelos pais Valdirene e Edgar Higashi. O consumo de verduras, legumes, frutas, hortaliças e agora de PANC (Planta Alimentícia Não Convencional) é reforçado pela alimentação escolar que a estudante tem ao frequentar a Escola Inovadora Emeb Rotary Club. A primeira PANC que Sophia teve contato foi o peixinho,  uma novidade não só para a aluna, como também para a mãe.

“Ela chegou em casa e contou que tinha experimentado o peixinho, mas como chamamos um preparo de ovo que eu faço de peixinho, pensei que era algo semelhante e não uma planta”, contou Valdirene que foi apresentada à PANC pela primeira vez pela própria filha, na horta da escola. “Eu não conhecia e achei muito interessante a proposta da escola introduzir as plantas não convencionais”, disse a mãe.

Com o objetivo de criar o hábito de introdução de novos alimentos, na Emeb Rotary, os alunos sempre são convidados a experimentar um novo alimento quando é oferecido na alimentação escolar. “Esse desafio é muito interessante e importante para propor que a criança experimente o novo. A escola é o local do saber, uma fábrica de experimentação, o  melhor ambiente para a exploração”, diz Valdirene.,

Glaucya Taketa Spada Buczmiezuk é professora da Sophia e fala sobre como o tema da alimentação saudável é desenvolvido com o G4. “A horta foi cultivada durante o período de pandemia pela equipe de agentes operacionais da escola. Como as crianças não puderam participar, assim que as aulas foram retomadas presencialmente, a turma conheceu o espaço. Apresentamos a eles a beterraba amarela, a azedinha, o peixinho. Inclusive eles quiseram experimentar essa última como salada, em uma das refeições oferecidas pela escola, foi quando a Sophia teve o primeiro contato com a PANC”.

As PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais) estão presentes no cardápio da alimentação escolar de 60 escolas da rede municipal de ensino. O Vale Verde é a horta orgânica da Prefeitura de Jundiaí, que tem 15 mil metros quadrados de área cultivável e produção em escala de mais de 50 espécies alimentícias não convencionais, além das hortaliças convencionais.

Colocar alimentos mais saudáveis para as crianças da rede municipal de ensino é premissa da Escola Inovadora. “As PANC têm uma grande carga nutricional e acabaram sendo esquecidas com o tempo. Além disso, são plantas com um custo bem abaixo das hortaliças convencionais”, explica a diretora do Departamento de Alimentação e Nutrição, Maria Angela Delgado.

Para estimular o hábito das plantas nas escolas municipais, em 2022, o projeto Inova na Horta, que leva a horta de PANC para as escolas, estará presente em 100% das unidades escolares. “As 109 Escolas Inovadoras de Jundiaí passarão a contar com uma horta de PANC. Com isso, as crianças, desde as bem pequenas, passarão a ter contato com as plantas não convencionais. Conhecer e ajudar a cuidar das plantas irá fortalecer e reforçar ainda mais a aprendizagem e criação do hábito de uma alimentação saudável”, conclui a gestora de Educação, Vastí Ferrari Marques.

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias mais vistas

Prédio do novo Fórum da Comarca de Itupeva é inaugurado

Itupeva

TCE julga irregular repasse de R$ 98 milhões para o HSV em 2015

Jundiaí

Carnaval 2022: Veja o que abre e fecha em Campo Limpo Paulista

Campo Limpo Paulista

Cultura lança o programa Pé de Ouvido

Jundiaí

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Jundiaí Notícias é marca registrada. Região Metropolitana de Jundiaí abrange Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira e Várzea Paulista.

Conectar
Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades