Conecte-se conosco

Inscrever-se

Várzea Paulista

Alunas da escola Prefeito João Aprillanti são medalhistas da OBA

Sarah e Yasmin conquistaram medalhas de prata e bronze na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica

As estudantes Sarah Isabelly Alves e Yasmin Maciel Roque conquistaram medalhas na 24° edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. A entrega das medalhas foi na última terça-feira (14) e contou com as presenças da diretora, Patrície Veraldi, da professora Adriana Sales, das representantes da Unidade Gestora Municipal de Educação, Glauce Rocco Parazzi e Tânia Cristina de Godoy Gonçalves e as alunas medalhistas acompanhadas de seus familiares.

Sarah Isabelly, 10 anos, medalhista de prata, relatou que ficou surpresa com o resultado. “Eu fiquei ansiosa e estudei bastante também. Eu me impressionei muito, porque achei que tinha errado umas 5 questões”. A aluna do 5° ano C, de 10 anos, acertou 9 questões de 10.

Yasmin Maciel, medalhista de bronze, conta que essa foi sua primeira medalha. “Eu gosto de astronomia, fiquei feliz porque foi minha primeira medalha. Ela representa que sou boa nisso e quero continuar”. A aluna do 5° C, de 10 anos, acertou 8 de 10 questões.

A professora Adriana Sales preparou seus alunos desde o mês de fevereiro para a realização da prova online em maio. “O objetivo é dar início à alfabetização científica, eles aprendem a duvidar e ir atrás de sua dúvida, isso acaba tornando a criança mais crítica e com um pensamento mais lógico”, e complementa: “As crianças acabam tendo uma maior noção sobre o universo, aviões e foguetes. Elas conseguem compreender o que são cometas, planetas, constelações, voos espaciais e satélites”.

Orgulhosa de suas alunas e preocupada com a pandemia, a diretora da escola, Patrície Veraldi, relata: “Organizamos um evento singelo porque não podemos aglomerar, mas, também não podemos deixar em branco. Quero parabenizar as meninas e a professora, porque é muito gratificante ver o incentivo à ciência e a importância dela para as crianças”.

A Olimpíada Científica OBA é realizada anualmente em todo o Brasil, assim como a MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes) e envolve alunos do Ensino Fundamental e Médio, tanto de escolas públicas quanto de  escolas privadas. As escolas podem optar por participar de apenas uma ou das duas olimpíadas, sendo a critério da direção escolar e professores.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia é organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), e acontece desde 1998, com recursos, principalmente, do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O objetivo destas Olimpíadas é despertar o interesse dos estudantes brasileiros pela Astronáutica, Física e Astronomia através de uma metodologia cooperativa e lúdica, além de estimular o interesse pela ciência e levar o conhecimento astronômico atual aos professores e alunos, envolvendo planetários, clubes de astronomia ou de ciências, astrônomos profissionais e amadores.

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias mais vistas

Prédio do novo Fórum da Comarca de Itupeva é inaugurado

Itupeva

TCE julga irregular repasse de R$ 98 milhões para o HSV em 2015

Jundiaí

Cultura lança o programa Pé de Ouvido

Jundiaí

Carnaval 2022: Veja o que abre e fecha em Campo Limpo Paulista

Campo Limpo Paulista

Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades

Jundiaí Notícias é marca registrada. Região Metropolitana de Jundiaí abrange Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira e Várzea Paulista.

Conectar
Cadastre-se

Insira seu email para receber as novidades